Autor

Minha foto

Arquiteto e Urbanista, sócio fundador do escritório FAUST arquitetura em 2005, trabalhando no mercado de arquitetura, engenharia e design. Graduado pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC em 2004.Pós-graduado em Espaço celebrativo litúrgico e arte-sacra na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia [FAJE].
Assina a autoria de 108 Igrejas, 22 salões paroquiais, 18 centros de evangelização, 5 sedes de ação social e 8 casas paroquiais, em 13 estados, 57 cidades no Brasil e no México. Além disso participou em outros projetos e obras como consultor. Ministra palestras e Cursos em Arquitetura Sacra. Escreve artigos para a revista Paróquias e Casas Religiosas de São Paulo.


CONTATO

arq.Eduardo.Faust | CAU A44041-8 | FAUST arquitetura | CAU 33490-1

■ Cel. whatsapp | 48 | 999779388 EMAIL | contato@eduardofaust.com
SITE | eduardofaust.com
■ FACEBOOK | facebook.com/FAUST.eduardo

domingo, 19 de agosto de 2012

■ MATÉRIA REVISTA PARÓQUIAS


A revista Paróquias & Casas Religiosas é uma publicação bimestral da Promocat Marketing Integrado. Criada em agosto de 2006, ela possui uma tiragem média de 15 mil exemplares, sendo a única revista brasileira voltada para a gestão de igrejas e comunidades religiosas.





Abaixo a matéria de minha autoria com a editoria de Marcelo dos Santos. Edição jul/ago 2012. 




MÉTODO APLICADO

A partir da segunda metade século XX construir igrejas com técnicas construtivas modernas passou a ser mais viável economicamente que a até então tradicional alvenaria estrutural. Estas novas técnicas nortearam o pensamento moderno que desenvolveu uma nova linguagem para arquitetura. Mas, uma inicial antipatia do clero em relação a arte moderna afastou tanto artistas como arquitetos das obras, empobrecendo o rico legado da Igreja.
A falta de uma obra iconológica de arquitetura moderna sacra que servisse de espelho deste novo momento, fez com que a má interpretação desta arquitetura moderna, de linhas sóbrias, se perdesse na total ausência de composição e planejamento.
A maioria das igrejas passa a ser construída sem planejamento e sem preocupação com a função litúrgica do espaço. O edifício que durante milênios ensinou profissionais a fazer arquitetura hoje é tratado como um galpão com um palco ao fundo.




Igreja do Século XVIII - Igreja Nsa Sra do Rosário | Ouro Preto.MG



 Igreja do Século XX Paróquia São Judas Tadeu | Palhoça.SC



O planejamento é a chave para que as igrejas voltem a ser espaços liturgicamente corretos, convidativos a reflexão e adequados ao culto. 

█ POR ONDE COMEÇA UM PROJETO?

O arquiteto, de preferência especializado em arquitetura sacra é o profissional habilitado para criar e desenvolver o projeto. Papa João Paulo II escreveu “A Igreja precisa de arquitetos, porque tem necessidade de espaços onde congregar o povo cristão e celebrar os mistérios da salvação.”.

Porém existe um grande desnível entre a qualidade do trabalho dos arquitetos, por isso, antes de contratar veja os trabalhos já realizados e converse com paróquias que já trabalharam com ele. A inscrição no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) é obrigatória.

  


█ O QUE É PROJETO ARQUITETÔNICO?
O projeto arquitetônico está dividido em duas etapas: O projeto preliminar e o Projeto executivo


█ PROJETO PRELIMINAR:
Esta etapa inicia-se com um levantamento dos seguintes dados:
- Lista detalhada do que a comunidade e o Pároco esperam da obra [ambientes, capacidade, espaços, etc.].
- Contratação de empresas para elaboração sondagem e em caso de terrenos com declives acentuados, o levantamento topográfico.
- Documentação de ordem legal: escritura do terreno ou documento similar, “consulta de viabilidade do terreno” retirada na prefeitura.

Com esta base de dados o arquiteto cria o Projeto Preliminar. Que é o plano da arquitetura em si - a materialização da ideia do autor de como será o edifício. É nesta etapa que se percebe a qualidade da arquitetura produzida. São apresentados perspectivas, desenhos e cortes conceituais, e as simbologias Cristãs que estarão representadas no edifício.

 

█ PROJETO EXECUTIVO:
O projeto executivo é o documento que contem os dados técnicos para execução da obra. Este visa a racionalização e planejamento da obra, fazendo com que as possibilidades sejam pensadas ainda no papel, minimizando erros e desperdícios no canteiro; aumentando a produtividade e gerando economia.


█ QUAL É A DOCUMENTAÇÃO DO PROJETO EXECUTIVO?
Plantas Baixas; cortes; situação; localização e quantitativo de áreas; fachadas e perspectivas internas e externas; quadro de esquadrias; RRT de projeto arquitetônico [relatório de resp. técnica]; projeto de paginação de piso; projeto de Guarda-Corpo e corrimão; projeto de escadarias, projeto de brises e elementos de proteção; projeto de forro e pontos de iluminação; projeto de decks e mezaninos; projeto do mobiliário Litúrgico; memorial descritivo.



 Uma das pranchas do projeto executivo da Igreja Nsa Sra de Guadalupe. Florianópolis.SC
[Fonte.: Acervo Faust.Salvagni Arquitetura sacra]


█ LISTA BÁSICA PARA ANÁLISE DE UM BOM PROJETO.
■ Materiais e projetos equalizando: função + custo + resistência + estética + impacto ambiental.
■ Layout racionalizado e funcional. Áreas dimensionadas conforme o uso com mínima perda de espaço.
■ Estratégias bio-climáticas e de conforto térmico, lumínico e acústico.
■ Projetos conforme as leis do plano diretor municipal, norma de acessibilidade NBR 9050 e normas específicas conforme o uso.
■ Espaços, volumes e elementos combinados de forma compositiva.
■ O projeto do presbitério e dos elementos de liturgia são tão ou mais importantes do que o de todo edifício.

■ Relação com o entorno [vizinhos, acessos, vias públicas, gleba].
■ Estrutura racionalizada somando na estética do edifício.
■ Locação integrada de pontos de água e esgoto e de pontos de luminárias, tomadas e interruptores.
■ Definição de sistemas de serviço, reservatórios de água potável, centrais de gás, etc.
■ Significado e relações do edifício com os princípios da arte sacra cristã.



Conceito da torre da Igreja São Pedro Apóstolo. Florianópolis.SC
[Fonte.: Acervo Faust.Salvagni Arquitetura sacra]



█ PROJETOS COMPLEMENTARES
São os projetos que detalham o projeto arquitetônico. Um engenheiro ou um arquiteto especializado podem elaborar estes projetos.

█ PROJETO LUMINOTÉCNICO
Detalhamento da iluminação concebida no projeto arquitetônico. Cálculo de iluminação. Eficiência energética + conforto lumínico + ambientação. Obedecendo a norma NBR 5413.

 


Esquerda Imagem do cálculo luminotécnico. A direta a obra finalizada da Igreja Santa Cruz. São José.SC [Fonte.: Acervo Faust.Salvagni Arquitetura sacra] 

█ PROJETO ESTRUTURAL
Detalhamento da estrutura concebida no projeto arquitetônico. Cálculo estrutural para o dimensionamento dos componentes de estrutura de concreto, aço,  madeira ou alvenaria autoportante. Documentação: Cálculo estrutural; desenhos técnicos; quantitativos; ART ou RRT. Memorial descritivo.

█ PROJETO ELÉTRICO E TELECOMUNICAÇÕES
Detalhamento e dimensionamento do sistema elétrico, baseado nos pontos definidos no projeto arquitetônico. Documentação: Dimensionamento do sistema; desenhos técnicos; quantitativos; ART ou RRT; memorial descritivo. 

█ PROJETO HIDRO-SANITÁRIO
Detalhamento e dimensionamento do sistema hidráulico e de esgoto concebido no projeto arquitetônico. Documentação: Dimensionamento do sistema; desenhos técnicos; quantitativos; ART ou RRT; memorial descritivo. Aprovação junto a Vigilância Sanitária

█ PROJETO PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO
Detalhamento e locação de sistemas de segurança. Documentação: Dimensionamento do sistema; desenhos técnicos; quantitativos; ART ou RRT; memorial descritivo. Aprovação junto ao Corpo de Bombeiros.




Nenhum comentário:

Postar um comentário